Regimento Interno do Leme Tênis Clube

Capítulo I
SEDE


Art. 1º O horário normal de funcionamento do Clube é das 7 às 23 horas. Entretanto, suas dependências continuarão abertas até 1 (uma) hora da manhã, se continuarem sendo utilizadas por sócios.


Art. 2º Às sextas-feiras, sábados, e vésperas de feriados, as dependências do Clube ficarão abertas até às 24 (vinte e quatro) horas; se, no entanto, as suas dependências continuarem a ser utilizadas por sócios, este horário será prorrogado, no máximo, até às duas horas e trinta minutos.


Art. 3º Nas salas, varandas, restaurante e bar são proibidos o ingresso e a permanência de pessoas em trajes sumários ou de banho, descalças ou sem camisa.


Art. 4º Não serão permitidos o ingresso e a permanência no Clube de qualquer pessoa impropriamente trajada ou que se comporte de forma inconveniente.


Art. 5º Não será permitida qualquer atividade ou uso de qualquer aparelho ou instrumento que, pelo volume de voz ou de som, ou pelo barulho excessivo, incomode aos sócios e a suas famílias.


Art. 6º É proibida a entrada nas dependências do Clube de:


a) Motocicletas, lambretas, bicicletas, patinetes e similares, que deverão ficar abrigados na portaria;


b) Cães e outros animais.


Art. 7º A Diretoria poderá alugar, mediante pedido dos interessados, dependências do Clube a sócios ou pessoas estranhas ao Quadro Social, sem que nelas possam ter ingresso os associados que não tenham convite ou permissão de quem promova a reunião.


Art. 8º Os interessados no aluguel das dependências sociais assumirão inteira responsabilidade por qualquer dano ou ônus causado ao Clube.


Art. 9º O aluguel de dependências da sede será feito de acordo com tabela aprovada pela Diretoria.


Art. 10. As babás ou empregadas acompanhantes de menores só poderão ter ingresso no Clube devidamente uniformizadas.


Capítulo II
BAR E RESTAURANTE


Art. 11. Para todos os fornecimentos que não sejam pagos no ato, o sócio deverá assinar vale de controle. Deverá, também, liquidar diariamente as despesas por que for responsável. Caso contrário, a Diretoria poderá efetuar a cobrança das referidas despesas, acrescidas de taxa fixada pelo Conselho Deliberativo, junto com a Taxa de Manutenção.


Art. 12. Os sócios serão responsáveis pelas despesas de seus convidados.


Art. 13. O Bar/Restaurante do Clube fornecerá comidas e bebidas para consumo nas dependências do Clube, durante suas atividades normais. Parágrafo Único. O sócio que quiser levar sua própria bebida poderá fazê-lo mediante o pagamento de uma “taxa de rolha”, a ser fixada pela Diretoria.


Art. 14. O Sócio ou convidados que desejar fazer eventos com serviço de bar/restaurante que não seja o do Clube, poderá fazê-lo mediante o pagamento de uma taxa a ser fixada pela Diretoria.


Capítulo III
VESTIÁRIO


Art. 15. O Clube não é responsável pela perda de objetos ou dinheiro deixados nos vestiários.


Art. 16. O Clube alugará aos sócios escaninhos para guarda de roupa e material esportivo ao preço determinado pela Diretoria. A concessão do escaninho é pessoal e intransferível, não ficando vinculada ao Título do Patrimônio Social.


Art. 17. O Clube alugará toalhas aos que desejarem, sendo proibido levá-las para fora da sede ou guardá-las no escaninho de um dia para o outro.


Art. 18. As toalhas usadas deverão ser devolvidas, pelo sócio ou pelo convidado, ao encarregado das mesmas.


Capítulo IV
CONVIDADOS


Art. 19. Ao sócio é permitido convidar seus amigos para freqüentar o Clube, sujeitando-se porém às seguintes condições:


a) A mesma pessoa só poderá ser convidada para freqüentar o Clube 12 (doze) vezes por ano, mesmo quando convidada por sócios diversos;


b) Somente o sócio ou seu cônjuge poderá trazer convidados ao Clube;


c) O sócio pagará, por vez e por convidado que participar de quaisquer atividades esportivas, uso de piscina, sauna, sinuca e jogos de salão, uma taxa a ser definida pela Diretoria. O sócio ficará responsável pelo pagamento das despesas efetuadas por seus convidados;


d) O sócio deixará em livro ou ficha apropriada o seu nome e o de seu convidado ao ingressar no Clube. O convidado será obrigatoriamente acompanhado pelo sócio que o convidar;


e) Os convidados não poderão usar as quadras de tênis aos sábados, domingos e feriados, bem como nos dias de semana nos horários considerados “nobres” (17:00 às 20:00 h.), salvo licença especial de um Diretor.


Art. 20. As condições mencionadas na letra “e” do Artigo 19 não se aplicarão a festas ou torneios promovidos pelo Clube, para os quais prevalecerão as determinações da Diretoria, conforme o caso.


Capítulo V
USO DAS QUADRAS DE TÊNIS, DE SQUASH E POLIVALENTE


Art. 21. Observadas as disposições dos Estatutos e do presente Regimento, poderão usar as quadras de tênis:


a) Sócios ou pessoas de sua família, em pleno gozo de seus direitos;


b) Pessoas devidamente autorizadas a freqüentar o Clube;


c) Convidados de sócios.


Art. 22. Iniciada uma partida de tênis, não será permitido que se jogue mais de 60 minutos, no caso de duplas; e 30 minutos quando de simples, desde que haja tenista inscrito no quadro de espera da quadra. A inscrição neste quadro de espera só poderá ser feita quando todos os tenistas envolvidos estiverem no Clube e fora das quadras.


Art. 23. Terminada a partida, seja de simples ou de duplas, deverão sempre os jogadores sair da quadra, o que permitirá, a outros, participarem imediatamente de uma partida na mesma quadra, de acordo com as inscrições de espera. Não será permitida a mudança de quadra durante a partida quando houver tenistas inscritos no quadro de espera.


Art. 24. No caso da inscrição ter sido feita para o jogo de simples, só poderá ser modificada para duplas se o tempo de simples for mantido, isto é, 30 minutos.


Art. 25. Uma vez aprovado pela Diretoria, as quadras poderão ser reservadas para jogos oficiais, amistosos ou torneios internos do Clube e treinamento das equipes representativas do Clube.


Art. 26. O direito de uso das quadras fica suspenso quando, devido à chuva e a critério da Administração do Clube, a sua utilização puder causar estrago às mesmas.


Art. 27. Para a prática do esporte, será exigido o uso de uniforme completo, de tênis, inclusive quanto aos calçados tipo tênis, que deverão ser de sola de borracha lisa. Somente será tolerada a permanência de qualquer pessoa sem camisa dentro da quadra até às 16:00 horas.


Art. 28. Os tenistas que se utilizarem das quadras à noite pagarão a sua iluminação de acordo com o que ficar estabelecido pela Diretoria.


Art. 29. Não será permitido aos menores de 15 (quinze) anos o uso das quadras 1, 2 e 3 aos sábados, domingos, feriados nacionais ou estaduais e dias santificados. Só será permitido aos menores de 15 (quinze) anos o uso das quadras 1 e 2 nos dias normais, depois das 17:00 horas, caso não haja sócios maiores querendo utilizá-las.


Art. 30. Não havendo jogadores inscritos no quadro de espera para utilização das quadras, e encerrado o tempo dos que estiverem jogando, o tempo será automaticamente renovado.


Art. 31. Antes do término do tempo não será permitida a sua renovação, mesmo que no quadro de espera não hajam jogadores inscritos.


USO DAS QUADRAS DE SQUASH


Art. 32. Deverão ser respeitadas as placas de “AULAS” e de “TORNEIOS”, previamente afixadas no quadro de horários.


Art. 33. Será obrigatório o uso de sapato, de tênis com sola de borracha predominante branca, ou os que não marquem o assoalho da quadra, além de roupas e equipamentos adequados à prática de Squash. Não será permitido o uso de sunga, biquini, traje de banho ou camiseta sem manga tipo regata.


Art. 34. É expressamente proibida a permanência na área de Squash de pessoas sem camisa.


USO DA QUADRA POLIVALENTE


Art. 35. O uso da Quadra Polivalente para os diversos esportes terá sua utilização determinada pela Diretoria.


Art. 36. Os casos omissos do presente Capítulo serão resolvidos pelo Diretor de Esportes.


Capítulo VI
JOGOS DE SALÃO E USO DA SAUNA


Art. 37. Só serão admitidos os jogos de carteado legalmente permitidos, e unicamente na sala de jogos.


Art. 38. O uso das mesas de sinuca ficará condicionado ao regulamento abaixo:


a) O uso das mesas de sinuca por menores ficará subordinado à legislação vigente;


b) Havendo jogadores aguardando a vez, só será permitida a disputa de uma melhor de 3.


USO DA SAUNA


Art. 39. O uso da sauna será exclusivo do associado e de seus convidados.


Parágrafo Único. O Clube exigirá dos interessados em freqüentar a sauna exame médico anual.


a) As pessoas portadoras de infecção ou infestação, ou moléstia contagiosa, não poderão utilizar a sauna;


b) O funcionamento da sauna obedecerá ao horário estabelecido pela Diretoria;


c) É proibida a prática de jogos ou brincadeiras prejudiciais à liberdade ou à segurança dos presentes, ou que possam causar danos às instalações;


d) O direito de utilização da sauna ficará suspenso quando a sua interdição for julgada necessária para reparos, limpeza ou tratamento da água;


e) Não poderá ser imputada ao Clube a responsabilidade pelo extravio de valores esquecidos nas dependências da sauna;


f) É expressamente proibido aos associados e a seus convidados:


I - Utilizar a sauna sem antes lavar-se no chuveiro;


II - Contaminar a água ou o chão da sauna com cigarros, papéis etc.;


III - Utilizar a sauna portando objetos capazes de manchar seu revestimento (grampos, alfinetes, óleo de pele etc.);


IV - O uso de trajes julgados insuficientes e incompatíveis com a decência;


V - Estender roupas (shorts, toalhas, camisas etc.) nas dependências da sauna;


VI - A prática de jogos com bolas de qualquer espécie.


CapítuloVII
USO DA PISCINA


Art. 40. O uso da piscina e suas dependências anexas ficará condicionado ao regulamento abaixo:


a) As pessoas portadoras de infecção ou infestação, ou moléstia contagiosa, não poderão utilizar a piscina;


b) O funcionamento da piscina obedecerá ao horário estabelecido pela Diretoria;


c) É proibida a prática de jogos ou brincadeiras prejudiciais à liberdade ou à segurança dos presentes, ou que possam causar danos às instalações;


d) O direito de utilização da piscina ficará suspenso quando a sua interdição for julgada necessária para reparos, limpeza ou tratamento da água;


e) Não poderá ser imputada ao Clube a responsabilidade pelo extravio de valores esquecidos nas dependências da piscina;


f) É expressamente proibido aos associados e a seus convidados:


I - Utilizar a piscina sem antes lavar-se no chuveiro;


II - Contaminar a água ou o chão da piscina com cigarros, papéis etc.;


III - Utilizar a piscina portando objetos capazes de manchar seu revestimento (grampos, alfinetes, óleo de pele etc.);


IV - O uso de trajes julgados insuficientes e incompatíveis com a decência;


V - Estender roupas (shorts, toalhas, camisas etc.) nas dependências da piscina;


VI - A prática de jogos com bolas de qualquer espécie.


Parágrafo Único. O Clube exigirá dos interessados em freqüentar a piscina exame médico semestral.


Capítulo VIII
FREQÜÊNCIA DE MENORES


Art. 41. Os menores de 11 (onze) anos só podem permanecer no Clube acompanhados por responsável maior de idade. Para os de 11 (onze) a 14 (quatorze) anos será permitida a permanência após as 20:00 horas acompanhados de responsável.


Art. 42. A freqüência de menores nas dependências do Clube ficará subordinada à legislação vigente.


Art. 43. Compete à Administração do Clube solicitar aos pais ou responsáveis o afastamento de menores que, nas dependências sociais, perturbem as atividades e o bem-estar dos sócios.


Capítulo IX
RECLAMAÇÕES E SUGESTÕES


Art. 44. As reclamações ou sugestões dos associados deverão ser feitas por escrito à Diretoria.


Capítulo X
DISPOSIÇÕES GERAIS


Art. 45. A Diretoria baixará “Avisos” e “Resoluções” resultantes de deliberações tomadas em sessão, e que serão divulgados por afixação ou boletim interno na sede social, para conhecimento e acatamento por parte do Quadro Social.


Art. 46. Cabe à Administração do Clube o dever de chamar a atenção dos infratores das disposições estatutárias ou regulamentares, tomando as providências cabíveis e levando o fato ao conhecimento de um dos Diretores ou da Diretoria.


Hernani Peixoto D´Aguiar
Presidente


Rodney Rocha Filho
Primeiro Secretário